Palavras incognoscíveis em sua totalidade

Postado por O incognoscível quinta-feira, 30 de abril de 2009

Existem algumas palavras que não apresentam correspondente em outras línguas, no tcheco Kundera apresenta os conceitos de litost e kitsch, em nossa língua tem a manjada saudade.
Há muitos anos atrás havia uma propaganda de televisão que com a extensão de nosso país justificava o conceito único desta palavra. Se me recordo bem dizia que só um país com essas dimensões pra entender o que é saudade.
Conheço um grupo de recém jovens, com o perdão do pleonasmo, que utiliza essa palavra sem discernimento, e com certas particularidades na pronuncia. Seria mais ou menos algo assim saudaaaaade.
Como e porque isso começou eu não sei. Se o sentido era realmente o de falar da saudade também não.
O fato é que, essa saudade há que esse grupo se refere, é, de uma forma ou de outra, saudade de algo que não passou. Saudade é falta da completude. É quando quase tudo vai embora e fica só um pedacinho. Só se sente saudade do que está presente.
Esse grupo vai continuar com esse “saudaaaaade” por um bom tempo, e terão saudades quando ele se for. Entretanto, o interessante é que mesmo sendo uma brincadeira, revela uma nostalgia cruel e realista daquilo que se vive por inteiro, mas que a cada momento se mostra mais perto do fim. Saudade é nunca esquecer, jamais abandonar.

Gabriela Rosa

3 comentários
  1. Por mais incognoscível que seja a palavra saudade, suas palavras conseguiram interpretar questões muito próprias no que diz respeito a esse sentimento.

    "Só se sente saudade do que está presente." Então,
    Saudaaades

    Marcos de Castro

    Posted on 04/05/2009 11:54

     
  2. Gabi...

    Esses significados diversos do saudaaaade, só nós conseguiremos explicar..
    Os "à toas" do JRN - UNI-BH...

    Abraço!!
    Saudaaade!!

    Posted on 10/05/2009 14:59

     
  3. Reylla Said,

    mas o saudaaaaaaaaaaaade nunca se vai...

    Posted on 25/08/2010 13:02

     

Postar um comentário